quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Roche negocia no valor de $ 600 milhões droga do Prothena para Parkinson

ZURIQUE, Dec 12 (Reuters) - A Roche aposta em medicamentos para o cérebro humano através da assinatura de um acordo com a Prothena Corp da Irlanda no valor de até US $ 600 milhões para desenvolver e comercializar um tratamento para a doença de Parkinson.

A farmacêutica suíça está procurando diversificar para além da sua principal especialização em câncer e está também desenvolvendo tratamentos para a doença de Alzheimer, esquizofrenia e esclerose múltipla, entre outras doenças neurodegenerativas.

Sob o acordo com a Prothena, anunciou quarta-feira, a Roche terá acesso a PRX022, um anticorpo monoclonal para o tratamento da doença de Parkinson que deverá entrar em ensaios clínicos de Fase I, em 2014.

A Prothena por sua vez, irá receber um pagamento de 45.000 mil dólares iniciais na fase clínica. Ela terá direito de receber pagamentos de até $ 555 milhões, se atender o desenvolvimento, objetivos regulamentares e comerciais.

A Prothena, que foi desmembrada da farmacêutica irlandesa Elan em dezembro passado, também vai receber 30 por cento dos lucros sobre as vendas norte-americanas e irá partilhar 30 por cento dos custos de desenvolvimento e comercialização.

A doença de Parkinson é uma condição debilitante em que o cérebro torna-se gradualmente danificado, levando a uma piora das funções motoras. Estima-se que 7-10.000.000 pessoas vivam com a doença em todo o mundo, disse a Roche.

"Atualmente, não existe um tratamento que modifique o seu curso, e visando um dos principais determinantes moleculares do Parkinson, o PRX002 tem o potencial de retardar ou reduzir a sua progressão", disse Luca Santarelli, chefe de neurociência e pequenas moléculas de pesquisa da Roche.

O PRX002 trabalha visando a proteína alfa-sinucleína, que desempenha um papel em várias doenças neurodegenerativas, incluindo a doença de Parkinson, demência com corpos de Lewy e neurodegeneração com acúmulo de ferro no cérebro.

As duas empresas também podem trabalhar em conjunto para desenvolver potencialmente o PRX002 para outras doenças neurodegenerativas caracterizadas por proteínas de sinucleína. (original em inglês, tradução Hugo) Fonte: Reuters. Em português, tradução oficial, AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observamos que muitos comentários são postados e não exibidos. Certifique-se que seu comentário foi postado com a alteração da expressão "Nenhum comentário" no rodapé. Antes de reenviar faça um refresh. Se ainda não postado (alterado o n.o), use o quadro MENSAGENS da coluna da direita. Grato.